Tandara é condenada a 4 anos por doping

 Tandara é condenada a 4 anos por doping

A jogadora de vôlei Tandara foi condenada nesta segunda-feira, 23, a uma suspensão de quatro anos, pena máxima, por doping.

Segundo o jornalista Demétrio Vecchioli, do portal Uol, decisão foi unânime entre os três membros do Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TDJ-AD) em julgamento remoto que durou quase oito horas.
A pena é retroativa à data da coleta do exame que apontou a presença da substância proibida Ostarina, ou seja, 7 de julho de 2021.
Com quatro anos de suspensão, Tandara fica impedida de jogar vôlei até 2025, quando terá 37 anos.
Tandara também perderá as próximas três temporadas da Superliga e também estará suspensa durante os Jogos Olímpicos de Paris, em 2024.
A jogadora estava suspensa preventivamente desde o dia 5 de agosto, quando o resultado do exame colhido de forma surpresa pela Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) em treino da seleção brasileira chegou ao órgão.
Na época, ela tinha contrato com o vôlei Osasco para temporada 2021/2022 e estava defendendo a seleção feminina nas Olimpíadas de Tóquio.
Como a Ostarina é modulador seletivo do receptor de androgênio (droga conhecida como SARMS), a suspensão provisória era mandatória.
A jogadora ainda pode recorrer da punição à Corte Arbitral do Esporte (CAS), que fica na Suíça. (Demétrio Vecchioli, do portal Uol).

Da Redação