Tentativa de suicídio cresce 40% em Osasco

 Tentativa de suicídio cresce 40% em Osasco

Divulgação

Em Osasco a vereadora Lúcia da Saúde sugeriu à prefeitura a criação de um Núcleo de Atendimento e Prevenção ao Suicídio (Naps). A proposta foi apresentada na Câmara Municipal por meio da Indicação nº 1576/2022.

 

De acordo com a vereadora, o projeto tem como objetivo atender esse grupo de pessoas com tratamento prioritário, contando com uma equipe multidisciplinar de profissionais qualificados

e especializados, entre eles psiquiatras, médicos, psicólogos e assistentes sociais.

 

Como forma de prevenção dos transtornos de depressão e ansiedade, que geralmente são

porta de entrada para as ideias suicidas, o Naps fará palestras de esclarecimento nas escolas, igrejas e comunidades.

 

No documento protocolado na Casa, Lúcia da Saúde citou que 800 mil pessoas tiram a própria vida no mundo por ano, ocorrendo um caso a cada 40 segundos, conforme estatísticas da OMS (Organização Mundial de Saúde). “Enquanto este número diminui em alguns países, no Brasil ele aumenta, chegando em 11 mil por ano, sendo a 4ª maior causa de morte entre os jovens”, completou.

 

De acordo com Lúcia da Saúde, em Osasco, nas duas últimas décadas, houve um aumento de mais de 40% dos casos de tentativa de suicídio entre jovens de até 18 anos. “Ceifar a própria vida é uma tragédia considerada uma das maiores preocupações de saúde pública do século XXI, ela atinge as famílias em potencial, e não é um acontecimento uni causal, mas um fenômeno complexo e multifacetado, tendo causas genéticas, biológicas, ambientais e culturais”, declarou a vereadora.

 

Na Indicação, Lúcia ainda sugeriu como o Núcleo de Atendimento e Prevenção ao Suicídio deverá contar com a instalação de Call Center para os atendimentos se necessário

(anônimos) durante 24 horas; e atendimento, acolhimento e direcionamento para agilizar as consultas de acordo com a especialidade e faixa etária.

Graciela Zabotto