Vereador absolvido na Caça Fantasma relata os dias na prisão

Em entrevista exclusiva ao Diário da Região, André Sacco conta detalhes do período que passou no presídio de Tremembé sob acusação de manter funcionários fantasmas, em seu gabinete, na Câmara Municipal de Osasco.

A prisão dele e mais 13 vereadores foi feita a pedido do Ministério Público, em dezembro de 2018, em decorrência da operação Caça Fantasma.

André Sacco passou quase 30 dias na cadeia e, nessa entrevista, relata pela primeira vez como foram “os piores momentos de sua vida”.

Médico renomado em Osasco, ele foi absolvido esse ano, pelo Tribunal de Justiça, por “inexistência dos fatos”.

O ex-vereador, na época de sua prisão, não tinha sequer todos os cargos de seu gabinete preenchidos. Dos 20 funcionários, aos quais a legislação lhe permitia contratar, André Sacco só tinha 13 nomeados. Todos foram absolvidos junto com ele.

Da Redação