Vereador diz que Bolsonaro é a favor “de quem não presta”

Durante sessão ordinária da Câmara Municipal de Carapicuíba de terça-feira, 26, os vereadores rejeitaram a Moção de Repúdio nº 264/2022 contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) por conceder o perdão às penas aplicadas ao deputado federal Daniel Silveira (PTB) pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Em fevereiro do ano passado Silveira divulgou um vídeo nas redes sociais com ameaças a ministros da Corte e apologia ao AI-5, o Ato Institucional Número 5, o mais duro da ditadura militar. O STF condenou o parlamentar à perda do mandato, dos direitos políticos e a oito anos e nove meses de prisão.

“É triste ver um presidente da República conceder o título de perdão a um deputado que proferiu palavras de elogio à ditadura militar e ofensas a ministros”, justificou Bruno Marino (PT), autor da Moção.

“Fica muito bem claro que o presidente Bolsonaro é contra as instituições, é a favor do ódio e de quem não presta. Isso está muito claro e é muito triste para a nossa nação ter um presidente irresponsável como Bolsonaro”, disparou.

Ao defender a sua Moção Marino lembrou que, em outubro do ano passado, uma mãe foi flagrada furtando comida para dar alimentos para os filhos.

“Para isso o presidente não tem o peito de dar perdão para uma mãe que furtou para dar comida. Agora para um deputado que tem ficha criminal o presidente infelizmente concede perdão. Ele rasga a nossa constituição federal, mas os dias dele estão contados porque o presidente Lula está despontando nas pesquisas e com certeza nosso país vai voltar a sorrir de novo”, concluiu.

Com cinco votos contrários, quatro abstenções e quatro a favor a Moção de Repúdio foi rejeitada pela Câmara.

Graciela Zabotto