Vereadores de Osasco ameaçam apresentar moções de repúdio a secretários

 Vereadores de Osasco ameaçam apresentar moções de repúdio a secretários

Foto: Ricardo Migliorini/CMO

Sem citar nomes, os vereadores da Câmara Municipal de Osasco criticaram alguns secretários municipais na sessão ordinária desta terça-feira (7). “Têm colaboradores que merece nosso respeito e nosso carinho, mas tem alguns que merecem moção ao contrário, moção de repúdio. Mas vamos seguir em frente e se não melhorar vamos fazer essa moção de repúdio aqui”, desabafou Ribamar Silva, presidente da Casa.

Os vereadores reclamam que não conseguem falar com os secretários para levar até eles os pedidos feitos por moradores. “Quando tem uma demanda, nós levamos para um secretário e deveríamos ser atendidos o mais rápido possível, porque os pedidos não são para a gente, mas para a população, que paga seus impostos e merece toda a atenção da Câmara e do Poder Executivo”, apontou Julião.

Líder do prefeito na Câmara, Ana Paula Rossi também reclamou. “Como líder do governo quero expor aqui que eu tive a oportunidade de passar pela Secretaria da Educação durante a primeira gestão do prefeito Rogério Lins e a orientação do prefeito sempre foi de receber vereadores a qualquer hora e priorizar esse atendimento. Nenhum vereador vai procurar o secretário por um pedido pessoal, ele está ali representando a população de Osasco, mas, infelizmente eu tenho que concordar [com o repúdio] porque mesmo como líder de governo eu não sou atendida por alguns secretários. Se for apresentada moção de repúdio, dependendo para quais secretários for, contem com o meu apoio”, declarou.

Apenas o secretário de Obras, Waldyr Ribeiro, foi elogiado durante a sessão. “Eu acho que o Waldyr Ribeiro poderia até trocar de secretaria e ir para a secretaria da Saúde porque ele é brilhante. Se ele é brilhante em Obras imagina na Saúde. E eu digo Secretaria da Saúde porque lá tudo é pra ontem”, comentou Lúcia lembrando que a Pasta é uma das que mais recebem pedido com urgência. “Ele é diferenciado. Eu desconheço um vereador que liga ou um munícipe que queira falar com ele e não consegue”, completou Ribamar

Graciela Zabotto