Vídeo mostra desespero de trabalhadores após Tietê invadir obras do Metrô

Na manhã desta terça-feira, 1º, a escavação feita por um “tatuzão” nas obras do Metrô da linha 6-Laranja atingiu o rio Tietê, que começou a inundar o túnel.

Um vídeo enviado ao Diário por um leitor é possível ver o desespero dos funcionários que estavam fora do túnel e alertavam aos colegas que saíssem do local.

O acidente também cedeu o asfalto da marginal Tietê e abriu uma cratera ao lado da obra. O desmoronamento ocorreu por volta das 9h, antes da Ponte do Piqueri, no sentido Ayrton Senna, ao lado de um poço cavado por um “tatuzão”.

O Corpo de Bombeiros informou que foi acionado para um acidente na linha Laranja do Metrô.

O ‘tatuzão’ começou a operar no dia 16 de dezembro. Ele pesa 2 mil toneladas e tem 109 metros de extensão. São necessárias 45 pessoas para operar a máquina.

Ao portal de notícias G1, a Secretaria de Transportes Metropolitanos, no entanto, afirmou que a adutora rompida não tem relação com a operação da máquina.

De acordo com os bombeiros, todos os trabalhadores conseguiram sair, e dois que tiveram contato com a água contaminada foram socorridos por precaução.

Trânsito na região

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informa que as pistas sentido rodovia Ayrton Senna da Marginal Tietê estão totalmente interditadas. Há uma canalização controlada em duas faixas da pista expressa para que os veículos atravessem o ponto da obra com segurança. Agentes da companhia estão no local orientando os condutores. A CET pede que os motoristas evitem a Marginal Tietê e as vias da região.

Às 10h30 desta terça, as pista local e expressa da Tietê, no sentido Ayrton Senna, tinham 7 km de lentidão, da Rodovia Castello branco até a Ponte Freguesia do Ó. Na pista central, o trânsito é de 6,3 km, da Ponte dos Remédios até a Ponte Freguesia do Ó.

O motorista também enfrenta lentidão no sentido contrário, em direção a rodovia Castello Branco. São 4,4 km de lentidão da Ponte da Casa Verde até cerca de 1 km antes da Ponte do Piqueri. (com informações G1)

Graciela Zabotto