21 de junho de 2024 17:34

150 policiais e 80 viaturas já estão na divisa de Osasco com Carapicuíba
Última semana do Arraiá de Barueri tem axé, pagode, forró e sertanejo
Prefeito inaugura 4ª Cia da Polícia Militar na Vila Ayrosa
Cena forte! Homem executado com 8 tiros foi baleado com a moto em movimento
Capriotti pede que Hospital Veterinário funcione aos sábados, domingos e feriados
Vereador Bispo Nunes pede escolas cívico-militares em Osasco

21 de junho de 2024 17:34

150 policiais e 80 viaturas já estão na divisa de Osasco com Carapicuíba
Última semana do Arraiá de Barueri tem axé, pagode, forró e sertanejo
Prefeito inaugura 4ª Cia da Polícia Militar na Vila Ayrosa
Cena forte! Homem executado com 8 tiros foi baleado com a moto em movimento
Capriotti pede que Hospital Veterinário funcione aos sábados, domingos e feriados
Vereador Bispo Nunes pede escolas cívico-militares em Osasco
Batista Comunidade volta a pedir esgoto para 'Rua da Bosta'

Divulgação

Da redação     -
09 de fevereiro de 2024

Em Osasco o vereador Batista Comunidade voltou a pedir esgoto para a rua Diadema, na Vila Menck, conhecida como ‘Rua da Bosta’ pelo forte mau cheiro. Ele já tinha levado esse mesmo problema à tribuna durante o seu segundo mandato na Casa de Leis osasquense.

Na tribuna, durante sessão ordinária de quinta-feira (8), ele contou que a implantação de rede de esgoto na ‘Rua da Bosta’ e outras vias da Vila Menk é um pedido que ele faz há cerca de oito anos, mas com o anúncio da privatização da Sabesp pelo governador Tarcísio de Freitas as tratativas para implantação da rede de esgoto não surtiram resultados.

“Estivemos com alguns engenheiros lá e fizemos um estudo para captar todo esse esgoto. A proposta era colocar um coletor tronco para o Jardim Platina. Levamos quase oito anos para fazer isso e o governador anunciou a privatização da Sabesp. O que aconteceu? O nosso trabalho de oito anos foi por água abaixo. E aí eu pergunto: O governador tem bosta em frente à casa dele? Não tem”, desabafou Batista na tribuna.

O parlamentar ainda ressaltou que, mesmo com a privatização da Companhia, o governo do estado precisa se posicionar sobre a implantação da rede de esgoto na ‘Rua da Bosta’ e vias próximas. “Que dê uma resposta pelo trabalho que a gente fez lá atrás. A gente vem sofrendo porque a população não aguenta mais esse cheiro dentro das casas”, finalizou.