30 de maio de 2024 15:35

Morador denuncia cães abandonados em Carapicuíba
Homem é flagrado tentando furtar carro; veja vídeo
Asfalto cede e caminhão de lixo fica preso em buraco
Câmara flagra homem estourando cadeado de casa em Carapicuíba; veja vídeo
Inter entra na Arena Barueri com uniforme 'sujo de lama' e lança Marcas da Enchente
PM prende dois homens após disparos contra casa em Itapevi

30 de maio de 2024 15:35

Morador denuncia cães abandonados em Carapicuíba
Homem é flagrado tentando furtar carro; veja vídeo
Asfalto cede e caminhão de lixo fica preso em buraco
Câmara flagra homem estourando cadeado de casa em Carapicuíba; veja vídeo
Inter entra na Arena Barueri com uniforme 'sujo de lama' e lança Marcas da Enchente
PM prende dois homens após disparos contra casa em Itapevi
Com uma morte suspeita, Osasco decreta emergência para dengue

Divulgação

Eliane Tafu    -
18 de março de 2024

O prefeito Rogério Lins declarou situação de emergência e alerta epidemiológico no município de Osasco em razão da epidemia de dengue.

Decreto nº 14.128 foi publicado na Imprensa Oficial na segunda-feira (18). No decreto, o prefeito também relacionou medidas de contenção da proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika.

De acordo com a publicação, a situação de emergência foi declarada após ser constatado o “elevado número de notificações dos serviços de saúde, públicos e privados, para
quadros clínicos de dengue, informados à Vigilância Epidemiológica Municipal”.

Dados da Secretaria da Saúde do Governo de São Paulo apontam que, nesta terça-feira (19), a cidade de Osasco registrava 2.795 casos confirmados da doença. Além disso, município também tem um óbito em investigação por suspeita de dengue.

Com o decreto, a Secretaria da Saúde de Osasco ainda poderá suspender férias e folgas dos agentes de combate a endemias e agentes comunitários de saúde para atuar no combate ao mosquito transmissor da doença.

Faixa etária e bairros com maior incidência

Em Osasco, a maior prevalência de casos é observada na população feminina, representando 53%. Na população em geral, a ocorrência é mais significativa na faixa etária entre 18 e 59 anos, seguido pela faixa etária de 12 a 17 anos.

A taxa de positividade para dengue é mais elevada na Zona Norte, com casos principalmente nos bairros Rochdalle, Remédios, Ayrosa, Vila Menck e Mutinga. Já na Zona Sul de Osasco, a concentração de casos positivos é maior no Veloso, conforme dados referentes aos dias 28/02 a 13/03.

Fotos: