22 de junho de 2024 19:49

Incursão em favela resulta na apreensão de quase duas mil porções de drogas
"Operações nas divisas vão continuar", diz coronel Virgolino
Vôlei Osasco apresenta elenco da temporada 2024/2025
Em 4h, polícia e GCM vistoriam 196 pessoas, 71 motos e 25 carros na divisa de Osasco e Carapicuíba
Cotia prevê orçamento de R$ 1,7 bilhão para 2025
Em um mês região ganhará 1° "shopping aberto" semelhante aos da Europa e EUA

22 de junho de 2024 19:49

Incursão em favela resulta na apreensão de quase duas mil porções de drogas
"Operações nas divisas vão continuar", diz coronel Virgolino
Vôlei Osasco apresenta elenco da temporada 2024/2025
Em 4h, polícia e GCM vistoriam 196 pessoas, 71 motos e 25 carros na divisa de Osasco e Carapicuíba
Cotia prevê orçamento de R$ 1,7 bilhão para 2025
Em um mês região ganhará 1° "shopping aberto" semelhante aos da Europa e EUA
Dono de padaria que correu atrás de cliente com pedaço de pau tem outras reclamações

Divulgação

Da redação     -
05 de fevereiro de 2024

A discussão no Empório Bethaville, em Barueri, na sexta-feira (2), virou caso de polícia. O empresário Alan Barros registrou boletim de ocorrência contra o dono do estabelecimento Silvio Mazza Fiori.

Alan foi expulso do local após pedir um café, um croissant e abrir seu notebook. O dono iniciou a discussão, alegando ser proibido usar aparelhos eletrônicos no estabelecimento.

Alan rebateu à grosseira e o bate-boca começou. Final da história, Alan saiu da padaria e foi perseguido pelo dono, na rua, com um pedaço de pau, gritando que “iria matá-lo”. Para pegar seu carro em frente ao comércio precisou de escolta da Polícia Militar.

No boletim de ocorrência, Alan pede indenização e prisão preventiva do comerciante. O caso viralizou e outras reclamações, contra o dono do Empório Bethaville, começaram a pipocar. Funcionários, ex-funcionários e clientes procuraram Alan para relatar situações semelhantes.

Nas redes sociais também existem postagens denunciando Silvio Mazza. Um vídeo, de 2018, mostra o dono do Empório Bethaville expulsando uma senhora porque usava tablet enquanto aguardava o pedido.

Já na no portal “Reclame Aqui”, um cliente disse ter sido surpreendido aos berros enquanto aguardava dois amigos para almoçar. A alegação era a mesma: “sua padaria não era local para fazer reunião e pediu aos clientes que fossem embora”.

Até o momento, Silvio Mazza não se manifestou. Na padaria ninguém fala a respeito. O gerente do estabelecimento não retorna as mensagens de whatsapp. O espaço segue aberto para Silvio Mazza Fiori.