29 de fevereiro de 2024 19:09

Juiz solta ladrão que apanhou da vítima após tentativa de roubo de moto no km 39
Osasco registra mais de 305 mil faltosos em consultas médicas
Alunos de Osasco lançam livro para despertar interesse de jovens a empreender
Prefeitura de Osasco entrega reforma do CREAS Sul
Parque Chico Mendes terá aula aberta sobre crise climática
Em Brasília Camila Godoi busca recursos para saúde de Itapevi

29 de fevereiro de 2024 19:09

Juiz solta ladrão que apanhou da vítima após tentativa de roubo de moto no km 39
Osasco registra mais de 305 mil faltosos em consultas médicas
Alunos de Osasco lançam livro para despertar interesse de jovens a empreender
Prefeitura de Osasco entrega reforma do CREAS Sul
Parque Chico Mendes terá aula aberta sobre crise climática
Em Brasília Camila Godoi busca recursos para saúde de Itapevi
Dono de padaria que correu atrás de cliente com pedaço de pau tem outras reclamações

Divulgação

Da redação     -
05 de fevereiro de 2024

A discussão no Empório Bethaville, em Barueri, na sexta-feira (2), virou caso de polícia. O empresário Alan Barros registrou boletim de ocorrência contra o dono do estabelecimento Silvio Mazza Fiori.

Alan foi expulso do local após pedir um café, um croissant e abrir seu notebook. O dono iniciou a discussão, alegando ser proibido usar aparelhos eletrônicos no estabelecimento.

Alan rebateu à grosseira e o bate-boca começou. Final da história, Alan saiu da padaria e foi perseguido pelo dono, na rua, com um pedaço de pau, gritando que “iria matá-lo”. Para pegar seu carro em frente ao comércio precisou de escolta da Polícia Militar.

No boletim de ocorrência, Alan pede indenização e prisão preventiva do comerciante. O caso viralizou e outras reclamações, contra o dono do Empório Bethaville, começaram a pipocar. Funcionários, ex-funcionários e clientes procuraram Alan para relatar situações semelhantes.

Nas redes sociais também existem postagens denunciando Silvio Mazza. Um vídeo, de 2018, mostra o dono do Empório Bethaville expulsando uma senhora porque usava tablet enquanto aguardava o pedido.

Já na no portal “Reclame Aqui”, um cliente disse ter sido surpreendido aos berros enquanto aguardava dois amigos para almoçar. A alegação era a mesma: “sua padaria não era local para fazer reunião e pediu aos clientes que fossem embora”.

Até o momento, Silvio Mazza não se manifestou. Na padaria ninguém fala a respeito. O gerente do estabelecimento não retorna as mensagens de whatsapp. O espaço segue aberto para Silvio Mazza Fiori.