20 de maio de 2024 16:56

Kassab diz que Silvinho Filho é uma revelação na política
Lins vai deixar barba crescer e raspar cabelo para ficar igual a Gerson
Lins pede calma aos motoristas após abertura da nova ponte a Osasco
Por rádio, governador autoriza liberação da nova ponte a Osasco
Você viu isso? Carro capota após colidir contra muro
Homem vê esposa com amigo na moto e tenta atropelar os dois

20 de maio de 2024 16:56

Kassab diz que Silvinho Filho é uma revelação na política
Lins vai deixar barba crescer e raspar cabelo para ficar igual a Gerson
Lins pede calma aos motoristas após abertura da nova ponte a Osasco
Por rádio, governador autoriza liberação da nova ponte a Osasco
Você viu isso? Carro capota após colidir contra muro
Homem vê esposa com amigo na moto e tenta atropelar os dois
Estado prepara guia para evitar propagação da Covid no verão

(Divulgação)

dev    -
13 de novembro de 2020

Durante coletiva de imprensa realizada pelo governador João Doria nesta quinta-feira (12), no Palácio dos Bandeirantes, o doutor José Medina, coordenador do Centro de Contingência da Covid-19, declarou que está sendo elaborada uma cartilha com instruções para evitar a propagação do novo coronavírus durante o verão e as festas de final de ano. “Estamos elaborando um guia de recomendações com os cuidados que devem ser tomados”. Segundo Medina o guia deve ser publicado na próxima semana ou, no máximo, em 10 dias. “Aglomerações dentro da família tem que ser gerenciada para evitar o aumento do número de casos”, comentou ao falar sobre as festas de Natal e Ano Novo.

O coordenador do Centro de Contingência da Covid-19 ainda esclareceu sobre a possibilidade do Brasil sofrer uma segunda onda de infecção do coronavírus assim como está acontecendo em países europeus. “A Europa tem uma peculiaridade. Essa segunda onda está bastante relacionada às estações de outono e inverno, quando a temperatura cai bastante e as pessoas não conseguem ficar fora de algum ambiente fechado, com isso a transmissão da doença cresce, além de outras condições de comportamento do vírus que não dá para ficar detalhando, mas é como acontece todos os anos no outono e inverno aqui no Brasil”.

Na quarta-feira (11) a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou que os testes da CoronaVac, a vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac para a Covid-19, serão retomados. Há dois dias, os testes foram suspensos pela Anvisa por causa da morte de um dos voluntários. Segundo a nota divulgada pela agência na quarta, o “evento adverso grave” que levou à suspensão ainda está sendo investigado. A Anvisa informou que “não está divulgando a natureza” do ocorrido em respeito à privacidade e integridade dos voluntários de pesquisa”. Horas depois do anúncio da suspensão dos testes, um boletim de ocorrência da Polícia Civil de São Paulo, obtido pela TV Globo, indicou que a causa da morte do voluntário foi suicídio.