30 de maio de 2024 15:54

Morador denuncia cães abandonados em Carapicuíba
Homem é flagrado tentando furtar carro; veja vídeo
Asfalto cede e caminhão de lixo fica preso em buraco
Câmara flagra homem estourando cadeado de casa em Carapicuíba; veja vídeo
Inter entra na Arena Barueri com uniforme 'sujo de lama' e lança Marcas da Enchente
PM prende dois homens após disparos contra casa em Itapevi

30 de maio de 2024 15:54

Morador denuncia cães abandonados em Carapicuíba
Homem é flagrado tentando furtar carro; veja vídeo
Asfalto cede e caminhão de lixo fica preso em buraco
Câmara flagra homem estourando cadeado de casa em Carapicuíba; veja vídeo
Inter entra na Arena Barueri com uniforme 'sujo de lama' e lança Marcas da Enchente
PM prende dois homens após disparos contra casa em Itapevi
Homem mata cãozinho e joga em fogueira no quintal de sua casa

Divulgação

Da redação     -
09 de abril de 2024

Um homem de 47 anos, identificado como Emerson Carneiro do Nascimento, foi preso em flagrante no último sábado (6) após confessar ter matado e queimado sua cadela no quintal de sua casa, em Cotia.

O crime brutal, que gerou comoção na comunidade local, aconteceu na Rua Gerônimo de Albuquerque, no Jardim Japão.

Vizinhos relataram ter ouvido os gritos agonizantes do animal pela manhã, seguidos por um silêncio sinistro.

Ao chegarem ao local, acionados pelos próprios vizinhos, os policiais militares constataram a crueldade do crime: uma fogueira ainda fumegante no quintal e, dentro dela, o corpo carbonizado da cadela.

Embora inicialmente tenha negado o crime, Emerson confessou posteriormente ter matado a cadela a golpes e, em seguida, a incinerado.

Ele alegou que a encontrou agonizando após vomitar sangue e, acreditando que ela estivesse morta, a teria jogado na fogueira “com a intenção de cremá-la”.

No entanto, testemunhas relataram que o homem era frequentemente violento com a cadela, inclusive agredindo-a com tapas e gritos.

Além disso, Emerson possui um histórico de crimes graves, incluindo dois homicídios, um dos quais cometido contra seu próprio pai.

A pena para crimes de maus tratos a animais está mais rigorosa, podendo chegar a cinco anos de prisão, além de multa e inabilitação para a posse de animais.