21 de maio de 2024 04:59

Sindicato pede que Estado fiscalize aumento abusivo de arroz, feijão, leite e óleo
Santana de Parnaíba terá Batalha dos Assadores pela primeira vez
Usuária de droga agride "amigo do crack" com marreta
Bandido condenado a 6 anos é preso em calçada no Portal D'Oeste
Jovem é confundido com bandido durante brincadeira de "polícia e ladrão"
Motoqueiros armados rendem vítimas para roubar aliança

21 de maio de 2024 04:59

Sindicato pede que Estado fiscalize aumento abusivo de arroz, feijão, leite e óleo
Santana de Parnaíba terá Batalha dos Assadores pela primeira vez
Usuária de droga agride "amigo do crack" com marreta
Bandido condenado a 6 anos é preso em calçada no Portal D'Oeste
Jovem é confundido com bandido durante brincadeira de "polícia e ladrão"
Motoqueiros armados rendem vítimas para roubar aliança
José Roberto Guimarães é indicado para o Hall da Fama

Divulgação

Da redação     -
08 de abril de 2024

Zé Roberto, Adriana Samuel e Ana Paula Henkel entraram na votação do IVFH (Hall da Fama do Vôlei Internacional) para escolher os representantes de cada categoria que vão participar da escolha para a classe de 2024.

Zé Roberto concorre na categoria dos treinadores, enquanto Adriana e Ana Paula disputam na modalidade vôlei de praia.

Ele é o único entre os técnicos de vôlei a ser campeão olímpico no vôlei masculino e feminino, além de ser tricampeão olímpico (1992, 2008 e 2012).

O paulista de 69 anos ainda possui uma medalha de prata (2021) e quatro pódio em Campeonato Mundiais (2006, 2010, 2014 e 2022).

Concorrem com Zé Roberto à honraria, o cubano Gilberto Herrera, o polonês Aleksander Skiba e o norueguês Kare Mol.

Adriana Samuel e Ana Paula Henkel disputam na mesma categoria, entre homens e mulheres pelo vôlei de praia, ao lado dos norte-americanos Elaine Youngs e Tim Hovland, e dos alemães Julius Brink e Jonas Reckermann.

Adriana conquistou a primeira medalha do vôlei de praia brasileiro, em Atlanta 1996, ao lado de Mônica Rodrigues. Já Ana Paula começou na quadra e esteve presente no grupo que conquistou o bronze em Atlanta.

Depois, a ex-central migrou para a praia onde foi duas vezes campeã do circuito mundial (2003 e 2008).

No total, o Brasil possui 22 representantes no Hall da Fama internacional. Na categoria de jogador masculino, Bernard, Emanuel Rego, Giba, Giovane Gávio, José Loiola, Maurício Lima, Nalbert, Renan Dal Zotto, Ricardo Santos, Serginho e Zé Marco são os ex-atletas brasileiros presentes.

Entre as mulheres, Adriana Behar, Ana Moser, Fernanda Venturini, Fofão, Jackie Silva, Larissa França, Sandra Pires e Shelda Bedê compõem a lista. Entre os técnicos, estão o falecido Bebeto de Freitas e Bernardinho, atual treinador do time principal masculino do Brasil. Por fim, Carlos Arthur Nuzman, ex-jogador e ex-presidente do COB, é o representante do país na categoria de líderes/diretores.