29 de fevereiro de 2024 13:21

Osasco tem mais de 600 casos confirmados de dengue
Cliente expulso de padaria em Barueri é preso pela Polícia Federal
Vôlei Osasco entra em quadra com "sangue nos olhos" após transfobia contra Tiffany
Equipe Força & Ação se apresenta em Itapevi neste sábado
Diogo Portugal leva show ‘Não me cobre coerência’ a Osasco
PM recupera carga roubada em "muquifo" no Jardim Roberto

29 de fevereiro de 2024 13:21

Osasco tem mais de 600 casos confirmados de dengue
Cliente expulso de padaria em Barueri é preso pela Polícia Federal
Vôlei Osasco entra em quadra com "sangue nos olhos" após transfobia contra Tiffany
Equipe Força & Ação se apresenta em Itapevi neste sábado
Diogo Portugal leva show ‘Não me cobre coerência’ a Osasco
PM recupera carga roubada em "muquifo" no Jardim Roberto
Mesmo com mais uma derrota Audax Osasco escapa do rebaixamento
Sergio Redator    -
30 de junho de 2019

Mesmo sendo superado pelo São Caetano por 2×1 na última rodada, a terceira derrota em três jogos, desde a retomada do Campeonato Paulista da Série A2 após a quarentena, o Audax Osasco, foi beneficiado por outros resultados, e finalizou sua participação no campeonato fora da zona de rebaixamento com uma campanha de três vitórias, seis empates e seis derrotas, marcando 15 pontos e encerrando o campeonato na décima terceira colocação. 

No Anacleto Campanella, o Grêmio Osasco Audax iniciou a partida com a seguinte formação: Cleiton, Fábio K, Wallace, José Romário, Bolinha, Jeffinho, Pablo, Marcondes, Kallyl, Bruno Tofanelli e Azevedo. No início do confronto quem tomou as rédeas do jogo foi a equipe mandante ao buscar pressionar o adversário com jogadas ensaiadas de ataque. O Audax se propôs a suportar a pressão do São Caetano e optou por trabalhar as oportunidades de gol no contra-ataque visando impor o vigor físico da equipe.

Nos primeiros minutos da partida, o lado esquerdo do Audax se sobressaiu com Fábio K e Azevedo chegando com perigo. O goleiro Cleiton fez grande defesa aos 26 minutos salvando o Audax e mantendo o placar zerado. Dez minutos depois o São Caetano conseguiu uma brecha e marcou o primeiro gol da partida. Placar que foi ampliado para 2×0 ao fim da primeira etapa em um pênalti convertido pelo Azulão.

No retorno e início da etapa complementar o centroavante Matheus Cadorini foi escalado como titular no lugar de Pablo, mas se lesionou logo nos primeiros minutos sendo substituído por Ramires. William Piá também foi escalado e conseguiu pressionar no ataque com boas jogadas individuais pressionando o Azulão. Marcondele ainda descontou para o time osasquense em belo gol de falta, porém, perdeu a chance de empatar ao chutar por cima do gol uma cobrança de pênalti no último minuto.