18 de julho de 2024 08:51

Primeiro "ponto de ônibus digital" está em fase de teste em Osasco
Santana de Parnaíba inicia comemorações ao dia de Santa Ana
Água jorra a 5m de altura após rompimento de adutora
Motorista larga ônibus com passageiros na Raposo Tavares e vai para casa
Cães sem água e sem comida há dias são resgatados em Osasco
Prefeitura de Osasco faz testagem de hepatites B e C

18 de julho de 2024 08:51

Primeiro "ponto de ônibus digital" está em fase de teste em Osasco
Santana de Parnaíba inicia comemorações ao dia de Santa Ana
Água jorra a 5m de altura após rompimento de adutora
Motorista larga ônibus com passageiros na Raposo Tavares e vai para casa
Cães sem água e sem comida há dias são resgatados em Osasco
Prefeitura de Osasco faz testagem de hepatites B e C
Osasco comemora aniversário com cachorro-quente de 62 metros
Da redação     -
29 de janeiro de 2024

Para comemorar o aniversário de 62 anos de Osasco, a Prefeitura fará no Calçadão da rua Antônio Agú fará um cachorro-quente gigante com 62 metros. Evento acontece no dia 24 (sábado), às 12 horas.

Além do mega dogão, o evento será marcado pela maior distribuição de cachorro-quente do Brasil, com 7,4 mil lanches.

Os números por trás desse feito são impressionantes. Para o dogão de 62 metros e os 6 mil lanches individuais, serão utilizadas 8,5 mil salsichas, 500 kg de purê, 45 kg de batata palha, 32 litros de ketchup, 32 litros de mostarda e 150 kg de queijo ralado.

Apenas para o cachorro-quente gigante, serão 62 metros de pão, sendo 4 unidades de 10 metros cada e outros dois de 11 metros, 2,5 mil salsichas, 200 kg de purê de batatas, 15 kg de batata palha, 12 litros de ketchup, 12 litros de mostarda e 50 kg de queijo ralado.

Após montado, o cachorro-quente será cortado em 6 mil lanches individuais que serão distribuídos para a população que estiver acompanhando o evento.

A montagem

À zero hora do dia 24, a equipe responsável vai iniciar o preparo do cachorro-quente gigante. O tempo previsto para a produção e montagem do dogão é de 12 horas.

A equipe é formada por um líder padeiro e um diretor do projeto, supervisores, coordenadores, nutricionista responsável, 20 técnicos em panificação, motoristas, ajudantes, 15 abastecedores de insumos, 4 faxineiros, 54 seguranças, 40 dogueiros e 130 guarda-lanches.

Depois de pronto, os organizadores terão apenas 30 minutos para cortar e distribuir os 1,4 mil pedaços, buscando uma marca no RankBrasil como a maior distribuição de cachorro-quente do país. Caso cumpra as exigências, Osasco entra novamente para o RankBrasil.

Osasco já conquistou dois títulos em 2023, certificados pela empresa Ranking Brasil: o maior cachorro-quente contínuo do Brasil e a maior distribuição de cachorro-quente. Agora, em 2024, a cidade busca superar essas marcas com um dogão ainda mais grandioso.

A ação é promovida pela Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Econômico (SETIDE) e outras Pastas, contando com o apoio da MM Foods.

Patrimônio Cultural

O prefeito Rogério Lins sancionou, em outubro de 2023, a Lei nº 5.279 que declara o cachorro-quente como patrimônio cultural e imaterial osasquense.

A Lei é originária do projeto nº 3/2023, de autoria dos vereadores pastora Cristiane Celegato (Republicanos) e Michel Figueredo (Patriota), apresentado na Câmara Municipal e aprovada em duas discussões.

Osasco conta com quase 200 carrinhos de cachorro-quente licenciados, distribuídos entre a região central e os bairros. Na área central, cada carrinho vende de 25 a 60 lanches por dia, dependendo do tempo e também do movimento no comércio. Nos bairros, os ambulantes chegam a vender entre 15 a 35 lanches por dia.