26 de maio de 2024 06:48

Aposta de Osasco leva prêmio de 1,2 milhão na Lotofácil
Capotamento "trava" Raposo Tavares no sentido Capital
Tarcísio autoriza 16 radares na Raposo entre Cotia e SP; veja locais
Ana Paula Rossi deixa Câmara de Osasco por um mês
Cajamar faz Expo Emprego com maior oferta de vagas da história da Região Metropolitana
Emidio diz que “escola não é quartel” sobre escola cívico-militar

26 de maio de 2024 06:48

Aposta de Osasco leva prêmio de 1,2 milhão na Lotofácil
Capotamento "trava" Raposo Tavares no sentido Capital
Tarcísio autoriza 16 radares na Raposo entre Cotia e SP; veja locais
Ana Paula Rossi deixa Câmara de Osasco por um mês
Cajamar faz Expo Emprego com maior oferta de vagas da história da Região Metropolitana
Emidio diz que “escola não é quartel” sobre escola cívico-militar
Pelé diz que “só entregar papelzinho contra dengue não adianta”

Divulgação

Graciela Zabotto    -
06 de março de 2024

Para o vereador Pelé da Cândida (MDB), a ação do Dia D em Osasco contra a Dengue foi fraca. Na tribuna da Câmara Municipal, durante sessão ordinária de terça-feira (5), o parlamentar disse que poucas casas foram visitadas.

“Essa ação em nossa cidade não passou de mera propaganda porque entraram em poucas casas e olharam a caixa d’água de poucas residências. Só entregar papel não resolve a situação. Essa ação que teve foi muito fraca”, desabafou.

O parlamentar, morador da Vila Ayrosa, ainda denunciou que o entorno do seu bairro está infestado de focos da dengue.

“Eu moro na divisa da Vila Ayrosa e vocês podem ver nos telejornais que na Vila Piauí, por exemplo, estamos com um foco muito grande [de dengue]. Vila Jaguara está com atenção total. Vila Leopoldina também. Aquele entorno ali está totalmente infectado pela dengue. Estou falando isso porque não posso vir aqui e elogiar um trabalho que pra mim não foi bem feito. Essa ação tem que entrar mesmo na casa das pessoas”, completou Pelé da Cândida.

No sábado (2) a Prefeitura de Osasco realizou o Dia D de Combate à Dengue e contou com a participação de 2 mil voluntários para conter a proliferação do mosquito Aedes aegypti na cidade.

O município registra cerca de 1.100 casos de dengue, sendo aproximadamente 65% concentrados na Zona Norte. A administração destacou que, até o momento, não houve óbitos confirmados relacionados à doença na cidade.