26 de maio de 2024 06:01

Aposta de Osasco leva prêmio de 1,2 milhão na Lotofácil
Capotamento "trava" Raposo Tavares no sentido Capital
Tarcísio autoriza 16 radares na Raposo entre Cotia e SP; veja locais
Ana Paula Rossi deixa Câmara de Osasco por um mês
Cajamar faz Expo Emprego com maior oferta de vagas da história da Região Metropolitana
Emidio diz que “escola não é quartel” sobre escola cívico-militar

26 de maio de 2024 06:01

Aposta de Osasco leva prêmio de 1,2 milhão na Lotofácil
Capotamento "trava" Raposo Tavares no sentido Capital
Tarcísio autoriza 16 radares na Raposo entre Cotia e SP; veja locais
Ana Paula Rossi deixa Câmara de Osasco por um mês
Cajamar faz Expo Emprego com maior oferta de vagas da história da Região Metropolitana
Emidio diz que “escola não é quartel” sobre escola cívico-militar
Ralfi quer "pet terapia" em hospitais, abrigos e asilos de Osasco e não só com cães

Divulgação

Graciela Zabotto    -
06 de março de 2024

Tramita na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal de Osasco o Projeto de Lei nº 56/2021 que regulamenta a pet terapia em órgãos públicos e privados da cidade.

Em entrevista ao Diário da Região, o vereador Ralfi Silva (Republicanos), autor do projeto, explicou que a prática pode ser implantada em hospitais, asilos, abrigos, Companhias da Polícia Militar, entre outros ambientes. “Onde for necessário podemos ter a pet terapia”, comentou.

Conhecida também como Terapia Assistida por Animais (TAA), a pet terapia é uma espécie de tratamento alternativo que contribui com o bem-estar e a saúde física e emocional de pacientes, além de tornar o ambiente mais agradável também para os funcionários.

“Um hospital, por exemplo, é um ambiente muito estressante e os pets quer participam da pet terapia acabam levando alegria aos pacientes e funcionários”, explicou Ralfi Silva.

Engana-se quem pensa que só cachorro pode ser pet terapeuta. De acordo com a autor do Projeto de Lei, animais como gato, coelho, calopsita, porquinho da Índia e até mesmo cobra ou galinha podem levar alegria ao ambiente.

“Não precisa ter raça, o animal precisa ser dócil e uma boa saúde. As pessoas acham que só cães das raças Labrador ou Golden podem ser pets terapeutas. De fato, são raças muito dóceis, mas não necessariamente tem que ser um deles. Tem muito vira-latinha que pode ser um pet terapeuta”, ressaltou.

Para ser um pet terapeuta os animais passam por exames, estar com a vacinação em dia e outras etapas de triagem. Já seus tutores participam de um treinamento. Cada visita do pet ao ambiente tem duração de 45 minutos.

No Brasil, vários hospitais já adotaram a pet terapia. “O Hospital do Câncer de Barretos foi um dos primeiros a implantar a pet terapia. Em São Paulo tem vários. Tem o AC Camargo, Incor, Sírio Libanês, Albert Einstein, Oswaldo Cruz e, em breve e se Deus quiser, o Hospital Antônio Giglio aqui em Osasco”, listou Ralfi.

Conforme o autor da proposta, a previsão é aprovar o Projeto de Lei “o mais rápido possível”.
“Os vereadores estão super solícitos em relação a isso”, comentou Ralfi.

Quem tem um pet em casa e quer espalhar esse amor em quatro patas com a pet terapia basta entrar em contato com o parlamentar de Osasco.

“Vou indicar a Ong Pet Terapeuta, em São Paulo. Ela uma Ong parceria que veio aqui na Câmara Municipal para apresentar o seu trabalho. E com eles o tutor fará o curso para se preparar para ter um pet terapeuta. O do meu gabinete é (11) 97371-9200 e o telefone é 3699-9158”, explicou o vereador.