18 de julho de 2024 09:10

Primeiro "ponto de ônibus digital" está em fase de teste em Osasco
Santana de Parnaíba inicia comemorações ao dia de Santa Ana
Água jorra a 5m de altura após rompimento de adutora
Motorista larga ônibus com passageiros na Raposo Tavares e vai para casa
Cães sem água e sem comida há dias são resgatados em Osasco
Prefeitura de Osasco faz testagem de hepatites B e C

18 de julho de 2024 09:10

Primeiro "ponto de ônibus digital" está em fase de teste em Osasco
Santana de Parnaíba inicia comemorações ao dia de Santa Ana
Água jorra a 5m de altura após rompimento de adutora
Motorista larga ônibus com passageiros na Raposo Tavares e vai para casa
Cães sem água e sem comida há dias são resgatados em Osasco
Prefeitura de Osasco faz testagem de hepatites B e C
Rossi dá nota 7 para Lins e pede volta das Regionais

(Foto Marcelo deck)

Da redação     -
18 de novembro de 2020

Sete. Essa foi a nota que o ex-prefeito de Osasco, Francisco Rossi, deu ao atual governo do prefeito Rogério Lins. Segundo ele, a parte de zeladoria da cidade “deixou muito a desejar”. A declaração foi dada durante coletiva de imprensa, realizada pela vereadora Ana Paula Rossi (PL), após ser questionado sobre qual seria o ponto negativo da atual gestão do prefeito.

Tanto Rossi, quanto Ana Paula, reclamaram da quantidade de lixo e entulho em algumas ruas da cidade. “Também cabe uma campanha de conscientização e, inclusive, multa porque o lixo não chegou ali sozinho”, propôs a vereadora.

Para Rossi uma solução viável seria a volta das Regionais que eram divisões da cidade por regiões e cada Regional tinha uma equipe e um responsável subordinado ao prefeito.

“Na outra campanha já tinha sugerido ao Lins para voltar com as Regionais. Isso funciona. Na época, cada vereador tinha uma Regional e eles se dedicavam para manter os bairros organizados”. Segundo Rossi, caberia ao prefeito reativar essas Regionais e arrumar espaço para acomodá-las. “Desapropria terrenos e casas, paga o direito e cria essas Regionais”, sugeriu.

Apesar da nota sete, Rossi acredita que o próximo governo de Lins atinja a nota máxima. “Acho que dá para chegar a 10. O Rogério amadureceu muito. Teve algumas dificuldades para se adaptar com o [poder] Executivo, mas acabou dando conta do recado e fez a lição de casa. Eu sempre digo que as grandes obras são importantes, mas a melhor é a que consegue construir no coração das pessoas e foi isso que o prefeito fez”, elogiou.